• Fernando Couto de Magalhães

Transumanismo - Ciência e religião olhando para o mesmo horizonte

Atualizado: Ago 4

A busca pela vida após a morte não é característica apenas das religiões. A ciência busca romper essa relação com a morte há milênios, mas sem a necessidade de fatores divinos. Nossos ancestrais do pleistoceno tinham a expectativa de vida não muito maior do que trinta anos de idade. No século XIX, quem nascesse nas partes mais desenvolvidas da Europa, tinha uma expectativa em volta dos 40 anos, já no século XX, ela saltou quantitativamente para os 80 anos, e continuamos aumentando esses números. Continuamos adiando a morte. E a medicina, a vacina, os antibióticos, são os principais contribuintes.

Mas ciência está indo além do adiamento da morte. Afinal, prolongar a vida não se trata de vida após a morte. Já o transumanismo, um conceito que ainda hoje levanta muito debate, é mais comparável com os ideais religiosos do pós-vida. Muito explorado pela cultura popular, como em Black Mirror, e em livros como Homo Deus de Yuval Harari, o transumanismo busca uma transformação da condição humana pela tecnologia, erradicando o sofrimento orgânico como doenças, envelhecimento e a própria morte. Como diz o historiador e escrito Yuval Noah Harari, autor dos três grandes livros: Sapiens, Homo Deus e 21 lições para o século XXI, a morte está se tornando apenas um problema técnico a ser solucionado.


A série UPLOAD, original da Amazon Prime, explora essa ideia com bastante humor. Quando o indivíduo está prestes a morrer, e possui poder aquisitivo, a sua mente pode ser transformada em dados e transportada para um computador. A pessoa então passa a viver dentro de um mundo virtual, onde as únicas dores e sofrimentos são de raiz psicológica. O corpo é apenas uma máquina orgânica com prazo de validade. Essa ideia mostra que o que define a vida, é um conjunto de dados dentro do nosso cérebro, que poderá passar por um backup e ser depositado num computador. O que é isso senão a busca pelo pós-vida?


As religiões e seus mitos não buscam somente tentar responder às perguntas sem respostas, mas também são as organizadoras da cultura e dos seus valores. Assim como em muitos mitos, onde o universo pode ter um começo e um fim, muitas religiões nascem e morrem do imaginário humano. Novas aparecem, se transformam e desaparecem. Teremos divindades digitais no futuro? Venceremos esse "problema técnico" da morte através da tecnologia? Por enquanto só a ficção científica pode dizer.


Referências:


- Os segredos da existência: Realidade e Metafísica com o professor Marcelo Gleiser, aula do curso de neurociências da PUCRS.


- Livro Homo Deus do historiador Yuval Harari


Canaltech: https://canaltech.com.br/ciencia/transumanismo-e-o-uso-da-tecnologia-para-aprimorar-a-condicao-humana-49223/


Revista Galileu: https://revistagalileu.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/08/transhumanismo-como-ciencia-e-tecnologia-ajudarao-na-evolucao-humana.html

3 visualizações

© 2019 by Fernando Couto de Magalhães. Proudly created with Wix.com